Instalação dos sistemas fotovoltaicos deve começar em dezembro deste ano

Em busca da economia de energia e da contribuição com o meio ambiente, Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, em Mato Grosso, vai instalar painéis solares para geração de eletricidade em 11 escolas municipais. Estes sistemas serão suficientes para distribuir energia para todas as outras escolas do município. O investimento previsto é de R$ 5,3 milhões.

Tangará da Serra conta com 26 escolas municipais e 12 mil alunos. De acordo com a prefeitura, o custo com energia elétrica é de quase R$ 200 mil ao mês. A estimativa da Secretaria Municipal de Educação é de que, com as placas solares, a economia seja de até 80%.

A primeira etapa da instalação do sistema, segundo o secretário de Educação do município, Gilmar Utzig, deve ocorrer em dezembro em quatro escolas. Em seguida, as outras sete escolas receberão os equipamentos para a produção de energia solar.

Segundo a prefeitura, estudos técnicos definiram quais seriam as unidades a receber as usinas. Esses sistemas instalados nas 11 escolas devem produzir energia suficiente para as demais unidades de educação do município.

“Esse será o primeiro município de Mato Grosso que implantará energia solar nas escolas e ainda repassará a energia gerada para o restante das escolas da cidade”, reforçou o secretário.

No Brasil, muitos órgãos públicos já estão adotando o sistema fotovoltaico para a economia dos cofres públicos. Câmaras municipais, prefeituras, secretarias, inclusive hospitais públicos, contam com a energia solar. Além da pegada ecológica, através da energia limpa e renovável proveniente do Sol, o principal objetivo é o de economizar energia elétrica, além disso, a garantia dessas placas, pode chegar a 25 anos.