Mato Grosso terá delegacias estaduais abastecida por energia solar

Proposta é zerar as contas de luz das unidades públicas de segurança do estado

Por Adriana Dorante

A criação de uma fazenda de energia solar no Mato Grosso, proposta pelo deputado Ulysses Moraes (PSL) para abastecer delegacias estaduais já está em andamento. A confirmação do secretário de Segurança Pública do Estado, Alexandre Bustamente, ocorreu durante a Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT), início deste mês.

A proposta é zerar as contas de luz das unidades públicas de segurança de Mato Grosso. “A partir da economia de energia gerada pelo Estado ao adotar essa ideia, vai sobrar mais recursos na Segurança que poderão ser investidos em outras áreas, como por exemplo, na compra de equipamentos necessários, armamentos entre outros”, disse Moraes.

Em abril, o deputado destinou uma emenda parlamentar de R$ 1.196.217,90 para ajudar na construção desse parque de geração de energia solar para abastecimento das delegacias estaduais, com investimento de mais de R$ 50 milhões. A proposta já está sendo colocada em prática.

“A construção desse parque solar trará uma economia significativa para Estado de Mato Grosso. Estamos felizes em saber que a ideia está saindo do papel”, destacou o parlamentar.

O deputado também defendeu, durante a reunião da Comissão, a retirada do aditivo de R$ 35 milhões da parte de propaganda e marketing do governo para direcionar à Segurança Pública. Esse recurso deverá reforçar a verba da Segurança Pública na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021.

Mato Grosso é o quarto estado que mais produz energia solar no país. Só fica atrás de São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. No ano passado, a Energisa registrou um aumento de 200% nos pedidos de análises de projetos para a inclusão de geração solar na rede de distribuição.

Orçamento aqui!