Telefones: (65) 9 8126-4082

Projeto prevê linhas de créditos e consultoria de análise de viabilidade técnica e financeira para elaboração de programas fotovoltaicos

A Central Sicredi Centro Norte e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) firmaram parceria para estimular projetos de energia solar nos pequenos negócios e cooperativas do Mato Grosso. O programa é destinado a associados do Sicredi e às empresas interessadas.

O Sicredi vai disponibilizar linhas de crédito para aquisição de equipamentos e tecnologias para captação de energia solar em propriedades rurais e empresas em geral. Por parte do Sebrae, o associado terá disponível o serviço de consultoria de análise de viabilidade técnica e financeira e elaboração de projetos fotovoltaicos.

Para o presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof, a assinatura do convênio com o Sebrae demonstra que a instituição financeira cooperativa está atenta às tendências do mercado para tornar os negócios dos seus associados mais competitivos e sustentável. “Com nossos serviços financeiros de forma mais ágil e menos burocrática e a novas tecnologias nesse segmento, o associado poderá ter a conta de energia reduzida em até 95%, pagar o investimento com essa economia gerada e ainda terá o seu imóvel valorizado”, endossa o presidente ao citar os benefícios do programa.

A expectativa é de contemplar quase mil pessoas, com opções de três linhas de crédito, podendo ser do BNDES, recursos próprios das cooperativas do Sicredi ou ser do Banco Mundial com o qual Sicredi finaliza um aporte de US$ 100 milhões. O Sicredi tem uma carteira de mais de R$ 200 milhões de financiamento para energia solar.

Segundo o diretor superintendente do Sebrae MT, José Guilherme Barbosa Ribeiro, é preciso trazer o viés econômico ao falar em sustentabilidade para as empresas, especialmente para os pequenos negócios, uma vez que o custo alto da energia elétrica compromete a competitividade dos produtos.

A importância de aumentar a produtividade dos pequenos negócios também foi destacada pelo secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa, reforçando que as pequenas empresas têm um papel fundamental na mudança pela qual o País está passando; sustentabilidade; e produtividade, que está intrinsecamente ligada ao valor do que é produzido. “A pequena empresa vai mudar o Brasil e, se a gente aumentar a produtividade, o país vai crescer a taxas chinesas, como dizem”, finalizou.

Fechar Menu

Solicite um orçamento

Em até 24horas retornaremos.

Ou chame pelo Whatsapp

Atendimento pelo Whatsapp!