Cerca de 15 famílias do povo indígena Navajo, nos Estados Unidos, se beneficiam com a medida

Uma comunidade indígena nos Estados Unidos está participando de um projeto social cujo principal objetivo é transformar vapor em água potável, utilizando painéis movidos a energia solar. Os hidropanéis da Zero Mass Water são capazes de puxar o vapor da atmosfera e trazê-lo para as torneiras como água limpa e potável. O projeto está sendo realizado em parceria pela Navajo Power, Public Benefit Corporation e Zero Mass Water.

Segundo Cody Frisen, CEO da Zero Mass Water, uma startup americana sediada no Arizona, um conjunto padrão de dois painéis produz de quatro a dez litros de água por dia e tem capacidade de armazenamento de 60 litros. “E qualidade da água excede os padrões de todos os países onde os sistemas foram implantados”, afirmou. Cada painel tem duração de 15 anos utilizando energia solar e uma pequena bateria para permitir a produção de água.

Os hidropanéis têm ventiladores que puxam o ar da atmosfera e o empurram através de um material higroscópico, que possui a característica de absorver água do ambiente. De lá, o vapor d’água preso é extraído e condensado — sendo transformado em um líquido que fica preso no reservatório do equipamento. A água coletada é mineralizada para garantir que ela terá o sabor e a composição ideais. Ela pode então passar pela torneira e está pronta para ser consumida. O equipamento também se conecta a uma rede que monitora o seu desempenho e qualidade.

O projeto está dando tanto resultado que existe a possibilidade de instalar os hidropanéis em pequenas casas residenciais e em telhados de escolas, montando um grande sistema que garanta água para toda uma comunidade.

De acordo com Clara Pratte, presidente da Navajo Power, existem milhares de casas sem água e esta é uma abordagem mais econômica para levar água potável para essas famílias. “Estamos entusiasmados em ajudar a esclarecer o potencial dos hidropanéis para ajudar a resolver o desafio do acesso à água potável que nossas comunidades enfrentam há décadas”, afirmou.

O projeto vem dando tão certo que a empresa já lançou um novo modelo residencial chamado Rexi, metade do tamanho de um hidropanel padrão. Eles são otimizados para fornecer uma única casa, mas também podem ser usados ​​em empresas e escolas, pode produzir de 6 a 10 garrafas de água potável por dia, para a necessidade de 3 pessoasDois painéis hidrelétricos podem ser do tamanho ideal para atender a todas as necessidades de água da casa.